SOBRE O PATHWORK®

O Pathwork é um caminho de autoconhecimento que conduz à expansão da consciência possibilitando maior qualidade nas relações. O referencial teórico deste trabalho consiste em 258 palestras canalizadas por Eva Pierrakos (Áustria *1915 +1979). Estas palestras têm como conteúdo a realidade psicológica e espiritual do ser humano. Nas profundezas do nosso ser há uma essência de vida, um núcleo de consciência e energia que podes chamar de Deus, podes chamar ser cósmico, podes chamar espírito ser transpessoal ou consciência universal - qualquer nome imaterial que queiras dar. A meta deste caminho é a conexão sentida com este Ser: nossa essência divina.

O Pathwork nos ensina que através de uma honesta auto observação e usando ferramentas e práticas que se encontram nas leituras, podemos atravessar os obstáculos internos que nos impedem de estar em verdade e viver plenamente, expressando o melhor de nós.Estes ensinamentos oferecem um mapa completo da consciência humana nos levando ao autoconhecimento, auto-aceitação e auto-responsabilidade. Passamos a assumir nosso poder pessoal e ,dessa forma, compreendendo que somos os criadores de nossa própria realidade. O dom singular do Pathwork para o tempo atual é a transformação que se inicia quando nós sentimos, entendemos e aceitamos tudo o que realmente somos, da doçura e benção de nosso lado amoroso até a crueldade e medo de nosso lado sombrio, e chegamos à Totalidade.

Nas profundezas de nosso ser há uma essência de vida, um núcleo de consciência e energia que podes chamar de Deus, podes chamar ser cósmico, podes chamar espírito, ser transpessoal ou consciência universal — qualquer nome imaterial que queiras dar. A meta deste caminho é a conexão entida com este Ser: nossa essência divina.

O Pathwork não é dogmático, não segue regras, não existe nenhuma autoridade exterior, a única autoridade é o Ser. As leituras nos ensinam a desenvolver um ego saudável e maduro, pois somente assim o pequeno ego poderá transcender a si mesmo e encontrar-se com o Eu maior.

O mapa desta jornada para o "Eu Real", que forma o referencial teórico deste trabalho consiste em 258 palestras canalizadas por Eva Pierrakos. Estas palestras tem como conteúdo a realidade psicológica e espiritual do ser humano. Nós o convidamos para este mundo inspirador que se abre com a leitura deste material, pois dele transborda uma voz divina, que fala conosco com extraordinária clareza e sabedoria.

Todas as palestras do Pathwork em inglês e espanhol estão disponíveis. Os livros do Pathwork e outros materiais já estão traduzidos em vários idiomas e podem ser adquiridos no Pathwork Press, em sua Comunidade Local do Pathwork ou em livrarias.

Eva Pierrakos
Eva Pierrakos
Eva Pierrakos

ORIGEM

EVA PIERRAKOS / MUNDO

É através de Eva Pierrakos que nos chega o material do Pathwork. Eva nasceu na Áustria em 1914. Cresceu em Viena no difícil período político que culminou na 2ª Guerra Mundial. Mesmo assim, Eva amava a vida e a natureza. Viveu na Suíça antes de instalar-se definitivamente em Nova York. Lá se converteu no canal de um Guia altamente desenvolvido. Sua história é idêntica a de todos os transmissores da Verdade Espiritual: no princípio incômodo pela manifestação desse dom especial, depois hesitação em admiti-lo e, finalmente um humilde compromisso com a tarefa numa total devoção. Em seguida, uma quantidade sempre crescente de pessoas que sentindo-se atraídas ao caminho de transformação, ensinado pelo Guia, foram se aproximando dela. Eva morreu em 1979 deixando um legado de 258 palestras a centenas de estudantes e seguidores deste ensinamentos que ela transmitiu por mais de 20 anos com total dedicação.

Saiba mais >> Entrevista Eva Pierrakos
depoimentos

AIDDA PUSTILNIK

O Pathwork chegou ao Brasil em 1990, na cidade de Salvador, através da psicóloga AIDDA PUSTILNIK. Encantada com as palestras, tendo estado no Centro internacional do Pathwork em Phoenicia, região de Nova York(USA), Aidda começou a trabalhar com grupos em Salvador e em pouco tempo, já havia um grande número de pessoas. Foi assim que convidou profissionais dos EUA para ir a Salvador e dar início à 1ª formação profissional de Pathwork no Brasil. “Sentir um chamado de nossa alma e poder dar o consentimento de segui-lo é sempre uma alegria e uma grande recompensa. Quando senti o chamado para trazer o Pathwork para no Brasil, não pensei se isto seria possível, se seria difícil, se seria algo que estaria além das minhas forças. Apenas pude dizer “SIM” e a vida também respondeu a mim com um sim. Esta tarefa hoje, nas mãos de todos aqueles que assumiram difundi-la é uma benção e uma alegria. Apenas posso dizer a todos os que se sentem atraídos por este Caminho, sigam o chamado de sua alma e tudo será acrescentado.”

depoimentos

RENATE MÜLLER/RS E SC

"Um telefonema mudou a minha vida. Uma palavra que eu mal sabia pronunciar me levou à Bahia. Há 22 anos o Pathwork me conduz no Caminho de volta para casa. Quando estudei psicologia um grande conflito era ter que eleger uma das tantas escolas: psicanálise, humanismo, cognitivismo, sistêmica, transpessoal.... Todas elas tinham conhecimentos fundamentais para o trabalho com a alma humana, como decidir por uma e excluir as demais? Graças ao Pathwork resolvi meu conflito. Ali naquelas 258 palestras, proferidas por Eva Pierrakos, encontrei reunidas e integradas todas as abordagens da psique. No Pathwork descobri que ciência e espiritualidade poderiam andar de mãos dadas e com ele fui muito além da dimensão do ego, entrei nas profundezas do meu ser e encontrei o verdadeiro sentido para minha vida. Este lindo Caminho me mostrou que não existem vítimas nem algozes, mas sim, co-criadores de suas realidades. Que aquilo que se mostra fora é uma projeção do que está dentro. Que tudo que queremos mudar nos nossos pais é o que precisamos transformar em nós mesmos. Que a vida é benigna e tudo que atraímos como problema, são tesouros de crescimento. A vida passou a ser uma aventura, a cada dia uma nova descoberta de mim mesma e também do outro e o sentimento de gratidão passou a ser um companheiro constante. Não é colcha de retalhos (Patchwork), mas reúne todos os pedacinhos perdidos de nós mesmo. Não é uma senha (Password), mas nos dá acesso a tudo que somos. É o Caminho que minha alma escolheu e meu ego disse: SIM!" Renate foi a líder da regional sul até 2009, quando foi criada a Associação Pathwork RS/SC, sendo a primeira presidente desta entidade.

depoimentos

SUELY FONSECA

"Conheci o Pathwork em 1994 e desde então seus profundos ensinamentos me tem sustentado na busca de quem realmente sou, do significado dos meus relacionamentos e do meu propósito de vida. Colocar-me a serviço, de diversas formas, neste que considero o "Caminho da alma" me traz profunda satisfação, não só por experimentar a expansão dos meus potenciais, como acompanhar o crescimento de tantas pessoas em sua busca pelo autoconhecimento."

Presidente da Associação Pathwork RS/SC por duas gestões no período entre 2010 e 2014.

depoimentos

ALEXANDRE CRUZ BERG

"Desde muito cedo sentia uma necessidade de entender o mundo que me cercava e muitas vezes fiquei sem resposta para minhas inúmeras perguntas. Na idade adulta, um acidente de automóvel me causou uma forte dor torácica, me levando a fazer massagem bioenergética e a profissional que procurei me falou sobre o Pathwork, me indicando assistir uma palestra aberta. Ao chegar lá, e ouvir uma introdução sobre essa abordagem, senti meu peito aquecer e o anseio que existia em mim começou a ser preenchido por um conhecimento que transpassou tudo que eu entendia sobre mim. O Pathwork me possibilita entrar em contato com meu nível físico, me colocando no momento presente através do foco na minha respiração. Entrar em contato com meu nível mental, confrontando as conclusões que fiz da vida e minhas interações pessoais. Permite entrar em contato com meu nível emocional, me possibilitando explorar as emoções que foram reprimidas para que tivessem a oportunidade de amadurecerem em mim. E permite entrar em contato com meu nível espiritual, onde aparece a grande diferença de outras abordagens psicoterapêuticas. Esse nível me leva a colocar meus atos e experiências num contexto mais amplo de sentido e valor, trazendo senso de finalidade e direção pessoal em contato com a minha necessidade humana de propósito na vida que existia desde sempre em mim. Liderar essa comunidade é uma das experiências mais gratificantes e desafiadoras de minha vida. Gratificante pelo exercício do Pathwork nas relações com os membros dessa comunidade, através do apoio, suporte e confiança para construir os pilares da gestão com criatividade. Desafiador por ocupá-lo em relação a líderes iguais a mim, sem subordinados. Os Conselhos Executivo, Consultivo e Fiscal, compostos por Helpers que fizeram o PPTP comigo e com os que fizeram edições posteriores, oferecem uma prática de confrontação em vários níveis e aceitação em outros tantos, possibilitando vivenciar a transformação em comunhão. Me senti chamado e me voluntariei a ocupar esse espaço aprendendo muito de mim, e acredito que sem ele seria quase impossível que todos esses personagens de minha casa de hóspedes(alusivo ao poema do Rumi) aparecessem."

Presidente atual em sua segunda gestão.

depoimentos